quarta-feira, 27 de abril de 2011

Estrela Cadente

Certa noite, um casal de amigos estavam deitados sob o gramado de um campo distante da cidade.
Estavam admirando o céu limpo e estrelado sem uma nuvem sequer.
Ao avistarem uma estrela cadente , ela disse:
- Faça um pedido.
ele: - Eu já fiz.
ela: - O que desejou ?
ele: - Que você esteja sempre ao meu lado, pois você é o meu motivo de viver
ela: - Faça outro pedido.
ele: - Desculpe.
ela: - Faça outro pedido que ainda não foi realizado
ele: - eu te amo
ela: - eu também
Eles se beijaram pela primeira vez.

domingo, 24 de abril de 2011

Quatro Horas

   Calça jeans rasgada, tênis encardido se é que pode-se chamar aquilo de tênis, camisa com pequenos furos do tempo. Na sua cintura ele carrega um revólver. Está ouvindo sua melhor canção com seu aparelho mp3. Seus únicos pensamentos são expelidos pelos seus próprios olhos em forma de lágrimas. Hoje ele pretende acabar com todo seu sofrimento pelo qual não sabe pelo que sofre.
   Chegou em um terreno baldio, quinze para as dez da noite, nenhuma forma de vida se encontrava no local, com excessão do próprio jovem. Retirou a arma com pouca cautela de sua cintura, olhou novamente o compartimento de balas de seu revólver comprado recentemente por um viciado. Apenas uma bala, apenas uma vida, apenas um sofrimento a ser esquecido.
   Colocou a arma em posição apontando para a própria cabeça, fechou os olhos, colocou o dedo no gatilho, sua música predileta acabou. Não podia morrer sem ouvir sua música predileta, What You Want - John Butler Trio, tornou-se sua música predileta a cerca de três horas atrás. Apertou o botão play mais uma vez da mesma música.
   Posicionou novamente a arma em sua cabeça, fechou os olhos, sentiu uma leve queimação em seu coração, jamais tinha sentido isso em sua vida. Lágrimas não paravam de escorrer pelos seus olhos, colocou o dedo no gatilho...Seu celular tocou.
   Abriu os olhos e checou seu aparelho. Era uma mensagem da sua namorada no qual tinham terminado a quatro horas atrás. Na mensagem continha uma frase: "Eu te amo, não quero te perder por nada nessa vida, venha aqui em casa, vamos conversar e tornar tudo como era antes "
   Largou sua arma, deixou-a cair, ajoelhou-se e chorou. Porém suas lágrimas eram diferentes, suas lágrimas sorriam assim como seus lábios, assim como seu coração.
   Ele voltou a viver.